Área do Associado:

Esqueci minha senha

Associe-se

Associe-se

Agenda

Notícias

Economia do Espírito Santo fica estagnada em 2019
Instituto Jones dos Santos Neves divulgou na tarde desta quinta-feira (26) que PIB ficou em 0%. Indústria foi o principal responsável pelo mau desempenho do Estado

A economia do Espírito Santo ficou estagnada no ano passado. De acordo com os dados do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), divulgados na tarde desta quinta-feira (26), a indústria foi o principal responsável pelo mau desempenho do Estado. A indústria geral, que teve queda de 15,7% no ano, foi a que mais impactou a falta de evolução do Produto Interno Bruto (PIB). O indicador ficou em 0%.

O resultado foi prejudicado principalmente pela indústria da celulose, petróleo e minério. O preço da celulose, a queda da produção de petróleo e ainda o efeito das tragédias de Brumadinho e Mariana (MG), com a paralisação da Samarco, continuam depreciando o crescimento do setor no Espírito Santo.

O coordenador de Estudos Econômicos do IJSN, Antonio Ricardo Freislebem da Rocha, ressalta que o resultado só não foi negativo porque o comércio geral cresceu 5,2% no acumulado do ano, em comparação com 2018. Com destaque para a venda de veículos e peças que cresceu 7,9%. Além disso, os dados mostraram que houve expansão de 4,7% no segmento de varejo restrito.

"O que puxa o PIB capixaba para baixo continua sendo a indústria, e boa parte dos fatores responsáveis pelo mal desempenho dela são recorrentes, como a queda de produtividade nos poços de petróleo e a paralisação da Samarco. Por outro lado, tínhamos o comércio movimentando a economia", comenta.

Outro setor que também apresentou crescimento, apesar de um pouco mais modesto, foi o de serviços. Em 2019 ele teve alta de 1% em relação a 2018. Essa área foi a principal responsável pela criação de postos de trabalho ao longo do ano passado. Foram 9,8 mil das 16,2 mil oportunidades criadas no Estado. Com isso, o Espírito Santo terminou o ano com um estoque de 733,4 mil postos de trabalho.

Em termos nominais, no quarto trimestre de 2019, o PIB capixaba foi de R$ 30,9 bilhões. Já no acumulado do ano, o resultado foi de R$ 124,3 bilhões de reais. Com esse resultado o Estado não apresentou nenhum crescimento em relação ao ano anterior.

IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO

 Em relação ao comércio exterior capixaba, que somou US$ 3,4 bilhões no quarto trimestre de 2019, houve uma queda de -31,6% na comparação com o trimestre anterior. No acumulado do ano passado, as exportações se mantiveram estáveis (-0,46%) devido à exportação da plataforma de petróleo no terceiro trimestre, enquanto as importações registraram alta de +24,7%, o que levou ao crescimento de +8,6% do comércio exterior capixaba.

As exportações do agronegócio capixaba alcançaram US$ 316,6 milhões no quarto trimestre do ano passado. O valor representa uma redução de 15,3% em relação ao trimestre anterior. O principal motivo da queda foram as vendas de café (-18,0%) e celulose (-12,9%) que também tiveram fraco desempenho.
 
Fonte da Notícia: A GAZETA Publicado: 26/03/2020
Sindifer -  Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e de Material Elétrico do Estado do Espírito Santo

Endereço Sede:

Rua Juiz Alexandre Martins de Castro Filho, nº 180 – Ed. Cesar Daher Carneiro, Santa Luiza - Vitória/ES - CEP 29045-250
Telefones: 27 3225-8457 - 27 3225-8821
E-mail: sindiferes@sindiferes.com.br
Findes

CNI
Site desenvolvido por Tribo Propaganda