Área do Associado:

Esqueci minha senha

Associe-se

Associe-se

Agenda

Notícias

Confira os destaques econômicos da semana (05/04/2021 a 09/04/2021)
Na segunda-feira (05), o Banco Central publicou o Boletim Focus que aponta as expectativas de mercado mais recentes. As estimativas de crescimento do PIB para 2021 contraíram ligeiramente, de 3,18% para 3,17%. Para a produção industrial, a mediana das expectativas de mercado indica crescimento de 5,29% para o ano. Após doze semanas consecutivas de alta, as expectativas da inflação para 2021 ficaram estáveis em 4,81%. A taxa Selic seguiu com a mesma previsão de encerramento para o ano, 5,00% a.a. Já as expectativas em relação à taxa de câmbio para o final de 2021 aumentaram em relação à semana anterior, de R$/US$ 5,33 para R$/US$ 5,35.

Na terça-feira (06), a Fenabrave divulgou os dados sobre o licenciamento de veículos. A produção de veículos novos teve queda de -7,3% na passagem de fevereiro para março de 2021. Em relação a março de 2020, o resultado foi positivo em 5,3%. As vendas de automóveis e comerciais leves recuaram de -5,3% em março, quando se compara com o mês imediatamente anterior. Em relação a março de 2020, as vendas cresceram 13,7%.

Na quarta-feira (07), o Banco Central do Brasil (BCB) divulgou o Índice de Commodities do Brasil (IC-Br) que fechou com a cotação, em média, de R$ 328,22 para o mês de março de 2021. Em relação ao mês anterior, o preço das commodities no Brasil teve alta de 5,32%. Na comparação com os últimos 12 meses encerrados em janeiro de 2021, a cotação média das commodities registrou um aumento de 66,00%.

Também na quarta-feira (07), a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou a variação do Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) para o mês de março de 2021. O índice de preços teve alta de 2,17% no mês e subiu 30,63% no acumulado em 12 meses. Entre os componentes do IGP-DI, o índice de preços ao produtor amplo (IPA) foi o que mais contribuiu para o resultado de março, com variação de +2,59% no mês e alta de 42,14% nos últimos 12 meses encerrados em março de 2021.

Na quinta-feira (10), o IBGE divulgou os resultados regionais da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física1 . A produção industrial do Espírito Santo cresceu 4,6% na passagem de janeiro para fevereiro de 2021, influenciada pela alta de 7,3% na indústria de transformação. Mesmo com o crescimento no segundo mês do ano, a produção industrial capixaba registra queda de -9,3% nos dois primeiros meses de 2021 e um recuo de -14,1% no acumulado em 12 meses. Devido ao desempenho da indústria extrativa, a produção capixaba não ultrapassou ainda o nível pré-pandemia (fevereiro de 2020). Já a indústria de transformação está 2,83% acima do nível de produção registrado no período anterior à pandemia de Covid-19.

Ainda na quinta-feira (04) houve a divulgação pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) dos resultados de fevereiro para os indicadores industriais do Brasil. Na passagem de janeiro para fevereiro, o faturamento real caiu 3,3%. As horas trabalhadas na produção reduziram -0,5%, a massa salarial e o rendimento médio tiveram queda de -1,1% e -1,8%, respectivamente. A Utilização da Capacidade de Instalada (UCI) recuou -0,4 p.p. nesta mesma base de comparação. De acordo com a CNI, o resultado de fevereiro mostrou um desaquecimento da atividade industrial brasileira, refletido na queda das horas trabalhadas na produção com a interrupção de nove altas mensais consecutivas.

Na sexta-feira (09), o IBGE apresentou os resultados da inflação referentes a março de 2021. No mês, o IPCA avançou 0,93% no Brasil e 1,10% na RMGV em relação a fevereiro de 2021. Tanto para o país quanto para a Grande Vitória, a variação mensal do IPCA em março foi a maior para o mês desde 2015. Na RMGV, o grupo alimentação e bebidas registrou o segundo mês consecutivo de queda nos preços (-0,51%). O grupo transporte foi o que teve a maior variação mensal (3,93%), explicada pelos reajustes nos preços dos combustíveis. Em relação a variação no acumulado em 12 meses até março, o IPCA registra altas de 6,10% no Brasil e 7,03% na RMGV. A inflação oficial do país ficou acima da meta de 3,75% para o ano e ultrapassou o limite superior (5,25%).


 
Fonte da Notícia: Portal da Indústria Publicado: 12/04/2021
Sindifer -  Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e de Material Elétrico do Estado do Espírito Santo

Endereço Sede:

Rua Juiz Alexandre Martins de Castro Filho, nº 180 – Ed. Cesar Daher Carneiro, Santa Luiza - Vitória/ES - CEP 29045-250
Telefones: 27 3225-8457 - 27 3225-8821
E-mail: sindiferes@sindiferes.com.br
Findes

CNI
Site desenvolvido por Tribo Propaganda